Input adequada a LGPD

A tecnologia, atrelada a segurança, afetou significativamente a forma como os indivíduos e organizações lidam com suas informações.

A LGPD já está em vigor e a responsabilidade pelo cuidado com os dados das pessoas se tornou algo extremamente sério. Neste contexto a Input desde dos primórdios da discussão acerca da Lei n° 13.709/2018 (LGPD) priorizou a integral proteção dos dados de seus Clientes, Colaboradores, Prestadores de Serviços e Visitantes.

Nos destacamos neste período pelo fiel cumprimento dos ditames legais e pela sempre valorosa transparência no manejo dos dados. Possibilitando aos titulares de dados – conceito definido pelo artigo 5°, inciso V da Lei 13.709/18 como aquela “pessoa natural a quem se referem os dados pessoais que são objeto de tratamento” – a tranquilidade de que seus dados estão sendo tratados com o máximo de cuidado e atenção.

Atuamos hoje em setores que possuem suas próprias particularidades, seja por aspectos sociais, culturais ou econômicos, são exemplos de atuação da Input Tecnologia as áreas da saúde através do WinHosp, a área educacional por meio do WinCol e a área esportiva por intermédio do SportManager.

Em todas essas áreas de atuação e nas demais que atuamos temos que lidar diariamente com dados pessoais, dados pessoais sensíveis e dados anonimizados, conforme definido pelo artigo 5°, incisos I, II e III da LGPD:

Art. 5º Para os fins desta Lei, considera-se:

I – dado pessoal: informação relacionada a pessoa natural identificada ou identificável;

II – dado pessoal sensível: dado pessoal sobre origem racial ou étnica, convicção religiosa, opinião política, filiação a sindicato ou a organização de caráter religioso, filosófico ou político, dado referente à saúde ou à vida sexual, dado genético ou biométrico, quando vinculado a uma pessoa natural;

III – dado anonimizado: dado relativo a titular que não possa ser identificado, considerando a utilização de meios técnicos razoáveis e disponíveis na ocasião de seu tratamento; – (grifo nosso)

Assim de acordo com a natureza do dado coletado, controlado, operado e tratado buscamos o melhor e mais adequado manejo deste dado, sempre considerando sua sensibilidade e sua origem.

Neste ponto, vale ressaltar que a Input também está em permanente vigilância acerca dos dados coletados de menores de idade, sejam eles pacientes, estudantes, atletas ou apenas visitantes, pois os dados desses menores de idade são por sua natureza mais sensíveis e devem seguir determinações especiais previstas no artigo 14° da LGPD.

Dentre outras disposições, o tratamento de dados de menores de idade deve estar de acordo com o Princípio do Melhor Interesse do Menor, ou seja, todas as ações relativas às crianças e adolescentes devem considerar, o melhor interesse dos menores titulares de dados.

Deste modo, resta claro que são vários os aspectos que o Titular de Dados deve se preocupar no momento em que de alguma maneira cede os seus dados, entretanto, essa preocupação diminui circunstancialmente quando se trabalha com um produto da Input Tecnologia, pois somos uma empresa que se destaca pelo fiel cumprimento da Legislação Pátria, conforme demonstrado neste breve texto.

Muito obrigado!

Input Tecnologia